11. O VINGADOR DO TRÂNSITO

O vingador do trânsito

Arte: Gérson Tereska (Magoo)

Por Gustavo L Trevisan

As relações sociais da contemporaneidade. O caos dos grandes centros. A pressão social! Ah, a pressão! Os gatilhos que originam os mais absurdos casos e relatos. E o que poderia ser o apanhado de boas lembranças em questão de minutos transformam-se em situações irreparáveis. O trânsito. Cenário para o conto de Raul Otuzi. O Vingador do Trânsito também poderia ser o alter ego de todos nós. E quem nunca, num ímpeto, nunca teve a vontade de fazê-lo como Fúlvio? “– Eu pego ele. Eu pego. Você vai ver. Ele vai ver…” Aquela decisão custaria mais do que imaginariam. Amigos que se reencontrariam. Protagonistas de uma nova história. Agora sem boas lembranças. Sem final Feliz. “O Vingador do Trânsito” dentre outros contros fazem parte da Obra de Otuzi. Uma visão do autor para as estórias que nem sempre terminam em finais felizes. Aliás, quase nunca.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s